Poluição: O mal que destrói o mundo

A poluição é definida como a introdução pelo homem, direta ou indiretamente, de substâncias ou energia no ambiente.

Saúde
Rascunho automático 28
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

A poluição é definida como a introdução pelo homem, direta ou indiretamente, de substâncias ou energia no ambiente. Essa inserção provoca um efeito negativo no equilíbrio da sociedade e do meio ambiente, causando danos a saúde humana, aos seres vivos e ao ecossistema ali presente.

Apesar de haver um consenso geral sobre o prejuízo dos agentes poluidores, a sociedade ainda sofre com diversos tipos de poluição. Com o intuito de informar a população e minimizar os danos causados, o Senac RJ fez uma lista com as diversas características de cada poluição existente. Confira:

Poluição Atmosférica:
A poluição atmosférica é uma das mais conhecidas e recorrentes no século XXI. Este tipo refere-se principalmente às mudanças da atmosfera causadas pela contaminação por gases, partículas sólidas, líquidos em suspensão, material biológico ou energia. Essas mudanças, além de prejudicar a saúde dos seres humanos, causam problemas sérios no meio ambiente, como o aquecimento global e a chuva ácida.

Poluição Hídrica:
Este tipo de poluição é conhecida pelos habitantes como a poluição das águas. Ou seja, neste caso há a contaminação de corpos de água por elementos que podem ser nocivos ou prejudiciais aos organismos e plantas, assim como `a atividade humana.

A poluição das águas pode ocorrer de três maneiras:
Por Agentes Químicos: Sejam eles orgânicos, como as proteínas, gorduras, hidratos de carbono, ceras e solventes; ou inorgânicos, como os ácidos, alcoóis, tóxicos e sais solúveis.

Por Agentes Físicos: Como a radioatividade, calor e a modificação natural de terras.

Por Agentes Biológicos: Há presença de microrganismos patogênicos, como bactérias, vírus e protozoários nas águas, podendo causar diversas doenças aos homens que entram em contato.

Poluição do Solo:
Este tipo de poluição causa a deterioração ou perda de uma ou mais das funções do solo. Geralmente elementos químicos – resíduos sólidos ou poluidores líquidos – são despejados no solo de maneira indevida, prejudicando as formas de vida existentes e o seu desenvolvimento regular.

Poluição Sonora:
A poluição sonora refere-se ao efeito provocado por sons em volume excessivo, ou seja, que superem os níveis considerados aceitos pela Lei do Silêncio. Diferentemente de outros tipos de poluição, a poluição sonora não deixa resíduo, não é transportada através de fontes naturais e é percebida somente por um sentido: a audição. Por isso, muitas pessoas subestimam seus efeitos danosos.

Poluição Visual:
A poluição visual está diretamente relacionada à comunicação visual, como anúncios, propagandas e banners. Geralmente, este tipo de poluição está em ambientes urbanos, principalmente em centros comerciais.

Poluição Térmica:
A poluição térmica acontece quando as águas naturais sofrem uma introdução de águas consideradas quentes – que são depositadas indevidamente de usinas nucleares e refinarias. O aumento da temperatura afeta a solubilidade de gás oxigênio na água, prejudicando as diversas formas de vida aquática.

Poluição Luminosa:
Pouco conhecida, este tipo de poluição está ligada à luz excessiva criada pelos humanos. A poluição luminosa interfere prejudicialmente nos ecossistemas, na atmosfera e atrapalha o trabalho dos astrônomos, pois reduz a visibilidade dos astros.

Poluição Radioativa:
Ainda bastante desconhecida, a poluição radioativa ocorre quando há contato de matérias nucleares – que são prejudiciais à saúde- com o ar, o solo, a água e os seres vivos.

A futura engenheira ambiental, Beatriz Fonte, que atualmente estagia voluntariamente em ONG’S de preservação ambiental, afirma que o conhecimento dos prejuízos trazidos pelos poluentes é um ótimo começo para diminuir futuros danos: “A população quando pensa em poluição só imagina lixo e gás carbônico, no entanto, há diversas outras maneiras de prejudicar o meio ambiente e a vida dos seres humanos e animais. Como visto acima (…) a informação atingindo cada vez mais a sociedade é um início importante para diminuir futuros danos graves e construir um mundo melhor para as futuras gerações”.

O Senac RJ, além de se importar com a preservação ambiental e disponibilizar cursos que especializam os interessados para atuar na área, também possui a formação de Agente de Desenvolvimento Socioambiental, indicado para quem procura um curso que une ações de cunho social e ambiental visando a solução de problemas de ambas as partes.

 

Você também poderá gostar