Senac RJ promove encontro do Comitê Técnico Setorial para discutir demandas e desafios para o setor do Turismo no Rio

Principais lideranças do setor no Estado participaram do evento que norteará as ações do Senac RJ para a educação profissional

Mercado de Trabalho
Senac RJ realiza amanhã o encontro do Comitê Técnico Setorial para discutir o setor do Turismo no Rio de Janeiro
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

Dono de decantadas belezas naturais e rico culturalmente, o Estado do Rio de Janeiro é, sem dúvida, um importante destino turístico, tanto para visitantes nacionais como estrangeiros. Ao mesmo tempo, o Senac RJ é referência em ensino profissional, transformando a vida das pessoas por meio de uma qualificada gama de cursos, alinhados com as exigências do mercado. Por que não unir essas duas forças e promover uma ação que resulte no desenvolvimento do turismo fluminense?  Essa ação se materializou na última sexta-feira (23.3) com a realização do Comitê Técnico Setorial dedicado a discutir exclusivamente o setor do Turismo no Estado, identificando desafios e tendências de mercado e, claro, capacitando profissionais ainda mais alinhados às necessidades do segmento.

Um time robusto de representantes dos setores público e privado atendeu à convocação para trabalhar em prol do Rio de Janeiro durante o evento, realizado na sede do Senac RJ, no Flamengo: Rio Convention e Visitors Bureau, Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro (TurisRio), Associação Brasileira da Industria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih), Associação Brasileira dos Agentes de Viagem (Abav-RJ), secretarias de Estado de Transportes e de Educação, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Fundação Getulio Vargas (FGV), Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc), as redes Othon e Riale de hotéis, Sebrae, Sindicato de Bares e Restaurantes (SindRio), Amtur Turismo e Transportes e CVC (operadora de viagens), entre outros.

O Comitê Técnico Setorial quer estreitar a relação do Senac RJ com as principais lideranças do setor no Rio de Janeiro para servir de ferramenta de escuta do segmento e, assim, desenvolver cursos e programas educacionais voltados à capacitação de profissionais de Turismo com qualificação que o mercado precisa.

A Diretora Regional do Senac RJ, Ana Claudia Martins, deu as boas-vindas aos participantes, destacou a missão da instituição de ensino, lembrando que o Turismo está no DNA do Senac, já que é voltado às necessidades do setor do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. “Estamos estreitando o relacionamento com o setor de Turismo para ouvir as demandas de quem emprega esses profissionais, para que, assim, elaborarmos um portfólio de cursos assertivo, pois entendemos que é fundamental garantir não apenas o conhecimento técnico, mas oferecer também um itinerário formativo que permita qualificação ampla, garantindo a excelência de nossa educação profissional”, afirmou ela, acrescentando que o Senac RJ dá ao aluno uma formação completa e é esse conhecimento que a instituição quer aprimorar com a colaboração das lideranças do setor.

E o primeiro passo nesse sentido já foi dado. No próximo dia 28, representantes do Comitê Técnico Setorial estarão presentes no fórum regional, promovido pela Turisrio, em Angra dos Reis, quando serão debatidas as vocações e as potencialidades turísticas da região, entre outros itens. A ideia é que o Senac RJ ouça as demandas em relação ao perfil de mão de obra qualificada e identifique de que forma o Comitê pode colaborar para viabilizar soluções.

O primeiro encontro do Comitê Técnico Setorial sobre o Turismo teve também a presença da Diretora Regional do Sesc RJ, Regina Pinho, que falou sobre a importância de se ouvir  empresários e instituições do setor. Ela destacou que o Sesc RJ considera o Turismo um serviço social, assim como são a Educação, a Saúde, a Cultura e o Lazer. “O Sesc RJ já promove o Turismo Social, porque entendemos a importância dessa atividade como forma de ampliar a visão do ser humano. É uma forma de melhorar o mundo com uma visão maior”, lembrou ela, citando como um dos exemplos as visitas a museus promovidas pela instituição não apenas para comerciários, seus familiares e jovens de comunidades.

Ao abordar o tema “O papel do Turismo para o desenvolvimento econômico e social: desafios e oportunidades”, Antônio Henrique Borges de Paula, Diretor de Relações Institucionais do Senac Nacional e membro do Conselho de Turismo e da Câmara Empresarial do Turismo da Confederação Nacional do Comércio (CNC), disse que, em momentos de crise, também surgem oportunidades. Destacou ainda que o Turismo é uma força econômica que representa 10% do PIB mundial – e o Brasil, está apenas na casa dos 3,2% do PIB. Segundo ele, o turismo é uma vocação do Estado do Rio de Janeiro e, portanto, uma grande saída para o desenvolvimento. “Estamos aqui para ouvi-los e tentarmos, juntos, construir um caminho”, afirmou.

Ao fazer uma reflexão sobre a importância do Comitê para nortear as demandas do mercado sobre a qualificação profissional, a Diretora de Educação do Senac RJ, Wilma Freitas, afirmou que a instituição não está restrita à formação técnica: “Estamos sempre preocupados em apresentar ao mercado um profissional completo, porque apenas a técnica não valerá nada. O Comitê Técnico Setorial aproxima o Senac RJ do empresariado, garantindo que os nossos cursos estejam sempre alinhados às necessidades do mercado.”

O Diretor de Relações Institucionais do Rio Convention Bureau, Michael Nagy, elogiou a iniciativa do Comitê Técnico Setorial de levantar a discussão em torno do setor. “Nunca tinha visto o empresariado ser chamado para apresentar suas demandas. Isso é inédito. Vamos agora usar essa energia para seguir em frente. Rio não é apenas sol e praia. Vamos desenhar mais destinos”, completou.

O primeiro encontro do Comitê Técnico foi dividido em duas partes. Durante a manhã, representantes do setor apresentaram suas demandas e seus desafios. Na parte da tarde, técnicos de empresas do setor de Turismo – hotelaria, eventos, operadoras de viagem e outras – participaram de um grupo de trabalho no qual discutiram tendências de mercado e qualificação profissional. As informações foram reunidas para servir de embasamento para o Senac RJ atualizar seu portfólio de cursos.

Vocação do Rio de Janeiro

No Estados do Rio de Janeiro, o setor do Turismo foi responsável por movimentar diretamente R$ 26,6 bilhões em 2016, segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Somados os impactos diretos e indiretos, o valor chegou a R$ 41 bilhões naquele ano. De acordo com dados do Senac RJ, o setor de turismo emprega mais de 300 mil profissionais fluminenses, em diversas ocupações, como camareiros e recepcionistas de hotel, agentes de viagem, entre outros, além de gerar renda para profissionais autônomos como guias turísticos e motoristas. Na capital, a taxa de ocupação hoteleira supera os 40%, em média, nos últimos anos, atingindo 55% nos estabelecimentos de quatro estrelas.  Os turistas vêm ao Rio de Janeiro tanto a lazer (41%), quanto a trabalho (41%).

Você também poderá gostar